Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

MTST protesta em loja da Havan contra Previdência e Luciano Hang

Os manifestantes entraram na loja, encheram os carrinhos e, no caixa, apresentaram um cheque simbólico no valor de R$ 168 milhões

Por Giovanna Romano - 4 jul 2019, 17h22

Manifestantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) realizaram um protesto na manhã desta quarta-feira, 4, em uma loja da Havan no Itaquá Garden Shopping, em Itaquaquecetuba, São Paulo. O grupo protestava contra a reforma da Previdência e o dono da rede varejistas e empresário Luciano Hang, abertamente apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Os integrantes do movimento entraram na loja, encheram seus carrinhos com travesseiros, edredons e roupas. Na hora de pagar, o grupo apresentou um cheque gigante, simbólico, no valor de 168 milhões de reais, “assinado” por Luciano Hang ao povo brasileiro. O valor refere-se à dívida que o empresário tinha no com a Receita Federal e o INSS em 2004.

“É preciso expor a hipocrisia de caloteiros que defendem a Reforma da Previdência”, afirmou pelas redes sociais o coordenador do MTST Guilherme Boulos, candidato à presidência em 2018 pelo PSOL.

Publicidade