Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

MST enviou representante à África para apoiar movimento separatista

Embaixador do Marrocos no Brasil diz que envolvimento político de sem-terras em conflito "perturba" a imagem que o mundo tem do país

Por Hugo Marques Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 30 jan 2023, 10h40 - Publicado em 29 jan 2023, 21h07

Em mais de quatro décadas de existência, o MST nunca escondeu a simpatia por  regimes ditatoriais de esquerda, como o de Cuba, Venezuela e Nicarágua. Mas isso, de acordo com o presidente Lula, seria coisa do passado, assim como também as invasões de fazendas, as depredações e atos violentos e antidemocráticos que marcam a história  do movimento. O MST, segundo a expectativa do novo governo, será conhecido a partir de agora pela capacidade em produzir alimentos orgânicos.

Na contramão desse discurso, o MST decidiu expandir suas fronteiras de ação política. Recentemente, os sem-terra declaram apoio ao movimento separatista Frente Polisário, que reivindica parte de um território controlado pelo Marrocos no deserto do Saara. Entre os dias 13 e 17 de janeiro, o MST enviou à Argélia uma dirigente do movimento para participar de um congresso promovido pelos separatistas. “Nossa participação foi um pouco para escutar, saber das suas principais definições, mas sobretudo, expressar a solidariedade e apoio do MST, do povo brasileiro para com a causa saarauí”, disse Ayala Ferreira durante a visita.

reprodução
Ayala Ferreira, dirigente nacional do MST, com o Hamma Bunia, Governador de Dajla. Foto: Michele de Mello/BrF – (reprodução/Reprodução)

O apoio, em princípio, não tem relevância alguma, mas a  visita não não passou despercebida pelas autoridades marroquinas. O embaixador de Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi, disse a VEJA que o governo brasileiro sempre teve uma postura construtiva e legalista na ONU diante do conflito envolvendo a Frente Polisário, apostando em uma solução pacífica, e que o envolvimento do MST nestas questões internacionais “perturba a imagem que o mundo inteiro” tem do país.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.