Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MP quer processar Kassab por festa no Pacaembu

Estádio foi usado na comemoração do centenário da Igreja Assembleia de Deus ano passado, mesmo com proibição da Justiça. Promotor alega dano moral a moradores e acusa prefeito de improbidade administrativa

A Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) entrou com uma ação civil pública na Justiça pedindo a condenação do prefeito Gilberto Kassab por improbidade administrativa por permitir o uso do Estádio do Pacaembu na comemoração do centenário da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, realizada em 15 de novembro do ano passado. Na ação, o MP alega que houve dano moral coletivo aos moradores do bairro do Pacembu e que a prefeitura desrespeitou a decisões da Justiça que proíbem a utilização do estádio para eventos não esportivos.

Além de Kassab, também é citado na ação o pastor presidente da igreja, José Wellington Bezerra da Costa. O MP pede que ambos sejam condenados a ressarcir o erário no valor de 50 milhões de reais.

Segundo nota divulgada pelo MP-SP, quatro perícias foram realizadas no dia da realização do evento religioso e indicaram excesso de ruído. Segundo o promotor de Justiça Mauricio Antonio Ribeiro Lopes, autor da ação, isso gerou incômodos à população afetada, o que configura desrespeito a quatro decisões judiciais distintas.