Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

MP italiano recorre por extradição de Pizzolato

Procuradoria da Itália recorreu da decisão da Corte de Bolonha de negar o envio de Pizzolato ao país por causa da situação das cadeias brasileiras

Por Da Redação 17 nov 2014, 15h30

O Ministério Público da Itália apresentou um recurso nesta segunda-feira contra a decisão da Corte de Bolonha de negar a extradição do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado a doze anos e sete meses de prisão no julgamento do mensalão. A Procuradoria italiana entendeu que o mensaleiro precisa cumprir a pena no Brasil e discordou da conclusão do tribunal de que as prisões brasileiras não têm condições de assegurar a integridade física de Pizzolato.

No recurso, o MP italiano argumentou que não se pode generalizar a situação dos presídios do país, apontando como exemplo o caso dos mensaleiros presos no Complexo da Papuda, em Brasília, que não sofreram até agora nenhum incidente. A defesa de Pizzolato apresentou relatórios da ONU e da Anistia Internacional para convencer os juízes italianos da insalubridade do sistema prisional brasileiro.

Com o recurso, o processo será enviado à Corte de Cassação de Roma, e uma audiência deve ser agendada em meados de 2015. Até lá, Pizzolato é considerado um homem livre.

Pizzolato, que tem dupla cidadania, planejou a sua fuga para a Itália enquanto o julgamento do mensalão ainda corria. Produziu documentação falsa em nome do irmão, morto em 1978, para tirar um novo passaporte e conseguiu escapar do cumprimento da pena no Brasil. Em fevereiro deste ano, a polícia italiana descobriu o seu paradeiro e o prendeu na casa de um sobrinho na cidade de Maranello, no norte da Itália. Ele foi levado para a prisão de Módena, de onde saiu em outubro após decisão da corte de Bolonha.

Continua após a publicidade

Leia também:

MPF denuncia Pizzolato e pede prisão imediata

PGR vai recorrer de decisão de não extraditar Pizzolato

Relembre como foi a prisão de Pizzolato

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês