Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Morre aos 85 o arquiteto Jorge Wilhein, ex-secretário de SP

Autor do Plano Diretor da capital paulista estava internado após sofrer acidente de carro em dezembro

Por Da Redação 14 fev 2014, 11h12

O arquiteto e urbanista Jorge Wilhein, de 85 anos, morreu nesta sexta-feira em São Paulo. Ex-secretário do governo paulista e da prefeitura de São Paulo, Wilhein estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde dezembro, quando sofreu um acidente de carro. O corpo dele será velado até as 14 horas no hospital, que o arquiteto ajudou a projetar no bairro do Morumbi. O enterro foi agendado para as 14h30 no Cemitério Israelita, no Butantã.

Wilhein deixa a mulher, dois filhos e netos. Nascido em Trieste, na Itália, ele se formou na Faculdade de Arquitetura da Universidade Presbiteriana Mackenzie, na capital paulista. O arquiteto foi um dos projetistas do Centro de Convenções do Anhembi, atuou na reurbanização do Centro Histórico de São Paulo, do Pátio do Colégio e do Vale do Anhangabaú e elaborou o atual Plano Diretor da capita paulista. Também foi idealizador do Procon, da Fundação Seade e da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU).

O arquiteto o ocupou uma série de cargos públicos, entre eles as secretarias estaduais de Economia e Planejamento, no governo Paulo Egydio Martins (1975-1979), e do Meio Ambiente, governo Orestes Quércia (1987-1991), além da direção da Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (governo Luiz Antônio Fleury). Na prefeitura, foi secretário de Planejamento nas gestões do tucano Mário Covas e da petista Marta Suplicy. Atualmente, mantinha um escritório próprio e prestava consultoria a governos em planejamento urbanístico.

Publicidade