Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Moro pede desculpas à CPI, que planeja ouvir Bumlai na terça

Por Da Redação 24 nov 2015, 11h28

Em ofício encaminhado à CPI do BNDES na manhã desta terça-feira, o juiz federal Sergio Moro pediu “desculpas” pela prisão de José Carlos Bumlai e colocou o pecuarista à disposição para uma nova oitiva. Bumlai tinha audiência com os deputados nesta tarde, mas foi preso horas antes, na 21ª fase da Operação Lava Jato. Moro apenas pediu para que a audiência não seja nesta semana, já que o amigo do ex-presidente Lula deve prestar depoimento em Curitiba. A sessão do colegiado agendada para hoje está mantida e vai discutir a remarcação da audiência e também a prorrogação dos trabalhos. O presidente da CPI, deputado Marcos Rotta (PMDB-AM), quer que Bumlai sente-se à tribuna já na próxima terça-feira. “A prisão dele reafirma e ratifica a decisão da CPI de convocá-lo e mostra claramente que estamos no caminho certo”, afirmou o parlamentar. Deputados do PT tentam barrar a ida do amigo do ex-presidente Lula e aguardam decisão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) sobre recurso contra a convocação encaminhado à presidência. (Marcela Mattos, de Brasília)

Publicidade