Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Miriam Belchior promete eficiência e lembra Celso Daniel

A nova ministra do Planejamento, Miriam Belchior, assumiu o cargo na manhã desta segunda-feira, prometendo aumentar a eficiência da máquina pública e melhorar a qualidade dos gastos do governo. A petista também se emocionou ao lembrar o ex-marido, o ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel, morto em 2002.

Em seu discurso de posse, a sucessora de Paulo Bernardo prometeu tentar fazer mais com menos. “Os gastos de custeio não podem ser satanizados. Não abriremos mão de prestar serviços públicos. Tenho a convicção, no entanto, de que isso pode ser feito com mais eficiência”, afirmou.

A petista também fez questão de dizer que vai trabalhar em sintonia com a equipe econômica do governo. Disse ter boas relações com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e com o novo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.

Em entrevista coletiva, a nova ministra já adiantou:vai haver cortes no Orçamento de 2011. “Contingenciamento tem todo ano e esse ano vai ter porque a receita prevista está bastantee superior ao que acreditamos que vai acontecer”, afirmou. O tamanho do corte, no entanto, ainda vai ser decidido ao longo do mês de janeiro, em análises internas e conversas com Guido Mantega. A petista defendeu a manutenção do salário mínimo de 540 reais, conforme previsto na Lei Orçamentária.

Miriam Belchior assume um ministério que ganha importância no novo governo. Ela terá a função de comandar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que agora passa a ser atribuição do Ministério do Planejamento. No governo Lula, as ações do PAC eram coordenadas pela Casa Civil – onde a responsabilidade sobre o programa era justamente de Miriam Belchior.

A nova ministra chorou quando agradeceu ao antecessor Paulo Bernardo e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas o momento de maior emoção ocorreu quando ela mencionou o ex-marido: “O cargo que ocuparei a partir de hoje talvez tivesse sido ocupado por ele no governo Lula. Obrigada, Celso Daniel”, afirmou. O então prefeito de Santo André foi assassinado numa trama que, conforme numerosos indícios, pode estar ligada a irregularidades na gestão da prefeitura.

A posse de Miriam Belchior reuniu parlamentares, integrantes da nova equipe de governo, militantes de Santo André e aliados de Dilma Rousseff, como o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB).

Bernardo – Ao se despedir do cargo, Paulo Bernardo – que assume a pasta das Comunicações – afirmou que o ministério do Planejamento vai ter um upgrade com a chegada de Miriam Belchior. Ele também confessou não estar familiarizado com as novas atribuições: “É uma área em que eu não tenho tanto domínio. Vou precisar estudar, trabalhar e correr atrás”.