Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ministro do Turismo demite quatro investigados pela PF

Portaria com exonerações será publicada na próxima semana

Por Da Redação 20 ago 2011, 17h29

O ministro do Turismo, Pedro Novais, exonerou na sexta-feira mais quatro servidores comissionados investigados pela Operação Voucher da Polícia Federal. Segundo informações da Agência Brasil, a portaria com as exonerações será publicada na próxima semana. Perderam os cargos os funcionários Antônio dos Santos Júnior, Freda Azevedo Dias, Kátia Terezinha Patrício da Silva e Kérima Silva Carvalho.

De acordo com a assessoria do ministério, Novais também pediu à ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, a demissão de Francisca Regina Magalhães Cavalcante, diretora de Qualificação, Certificação e Produção Associada ao Turismo.

A Operação Voucher investigou o desvio de dinheiro de convênio feito entre o Ministério do Turismo e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Infraestrutura Sustentável (Ibrasi). A parceria envolvia a captação profissional de 1.900 pessoas no setor de turismo no Amapá.

A ação da Polícia Federal levou à prisão 38 pessoas, entre elas o número dois do ministério, o ex-secretário executivo Frederico Silva da Costa. Ele pediu demissão do cargo na última quarta-feira. Dos 4,4 milhões de reais do contrato, a Polícia Federal estima que cerca de 3 milhões de reais foram desviados.

Continua após a publicidade
Publicidade