Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministro do STJ manda soltar Cachoeira e Cavendish

Decisão também beneficia outros três presos na Operação Saqueador, que investiga o desvio e a lavagem de 370 milhões de reais de contratos da Delta com o poder público

O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), mandou soltar na noite desta sexta-feira os presos investigados na Operação Saqueador, entre eles o bicheiro Carlinhos Cachoeira e o empreiteiro Fernando Cavendish, ex-dono da construtora Delta. O habeas corpus foi pedido pelo advogado Cléber Lopes em favor de seu cliente, Carlinhos Cacheira, mas vale para os outros presos porque o STJ considerou que todos estão em situação idêntica.

A decisão, que não foi divulgada na íntegra, também vai beneficiar o lobista Adir Assad, o empresário Marcelo Abbud e o ex-diretor da Delta Cláudio Abreu. Os cinco foram presos na semana passada, na Operação Saqueador, e estão confinados no presídio de Bangu 8, no Rio de Janeiro. Por meio de telegrama, o STJ já informou o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que deverá determinar a soltura dos acusados e empregar medidas cautelares.

Saqueador – Capitaneada por Carlinhos Cachoeira, de acordo com o MP, a organização criminosa investigada na Saqueador desviou cerca de 370 milhões de reais de contratos da empreiteira Delta com o poder público e posteriormente lavou o dinheiro roubado por meio de 18 empresas de fachada de Cachoeira, Assad e Marcelo Abbud. Os destinatários finais das propinas, conforme os investigadores, eram agentes públicos, inclusive políticos, e campanhas eleitorais.

Assim como os outros 18 denunciados pelo Ministério Público à Justiça na Operação Saqueador, Cachoeira, Cavendish, Assad, Abbud e Abreu se tornaram réus sob as acusações de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

(Com Agência Brasil e Estadão Conteúdo)