Clique e assine a partir de 9,90/mês

MG: Gestões anteriores e polarização entre PT e PSDB na pauta de debate

TV Globo promove último encontro televisionado antes do primeiro turno nesta terça-feira; impeachment de Dilma Rousseff tem sido tema recorrente de embates

Por Da Redação - Atualizado em 3 out 2018, 00h16 - Publicado em 1 out 2018, 21h59

Se a antiga polarização entre PSDB e PT não está mais tão bem cotada nas eleições nacionais e na maior parte dos estados brasileiros, o mesmo não pode se dizer de Minas Gerais. Nesta terça-feira, seis candidatos a governador participam de um debate promovido pela TV Globo, em cenário de provável oposição entre as duas legendas na segunda etapa da disputa.

Foram convidados os candidatos Adalclever Lopes (MDB), Antonio Anastasia (PSDB), Claudiney Dulim (Avante), Dirlene Marques (PSOL), Fernando Pimentel (PT) e Romeu Zema (Novo). A mediação será do jornalista Ismar Madeira. O encontro vai ao ar depois da novela Segundo Sol.

Últimos dois governadores eleitos no estado, Anastasia e Pimentel lideram de forma isolada as pesquisas, desde que o ex-prefeito Márcio Lacerda foi impedido pelo PSB de disputar a eleição. Desde então, os demais concorrentes correm pelas beiradas para tentar ameaçar os primeiros colocados, sem sucesso. Zema tem aparecido em terceiro lugar, seguido pelo herdeiro da candidatura de Lacerda, Adalclever.

Nos últimos encontros exibidos pela televisão, os candidatos de PSDB e PT anteciparam o segundo turno e fizeram uma comparação entre as gestões de ambos, empurrando de um para o outro a responsabilidade pela crise fiscal que atinge o estado.

Outro tema recorrente da disputa entre os dois é o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que teve Anastasia como relator. A petista é uma das candidatas ao Senado na chapa de Pimentel.

Continua após a publicidade
Publicidade