Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Massa vê ‘nova etapa’ na Argentina; Milei fala em ‘fim da decadência’

Candidatos à presidência da Argentina já votaram neste domingo, 19; resultado sai à noite

Por Kelly Miyashiro Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 19 nov 2023, 13h48

Os candidatos à presidência da Argentina, Sergio Massa e Javier Milei já votaram no segundo turnos das eleições neste domingo, 19. Representante do partido União pela Pátria, o peronista Massa compareceu à sua seção por volta das 12h no município de Tigre, próximo de Buenos Aires. Em entrevista à imprensa do lado de fora do seu local de votação, o atual ministro da economia destacou a importância da disputa. “É uma eleição extremamente importante, que define por qual país vamos viajar, como navegaremos nos próximos quatro anos, e temos a responsabilidade de construir um caminho de confiança para frente. Queremos que o processo eleitoral corra com serenidade e temperança que deve viver um momento tão crucial para o país ”, afirmou ele, segundo o jornal Clarín.

Já o candidato ultra-direitista Javier Milei, do partido A Liberdade Avança, deixou seu bunker no Hotel Libertador para votar na Universidade Tecnologia Nacional, em Buenos Aires. Na chegada ao local da votação, Milei foi escoltado por uma grande multidão de eleitores e policiais. As pesquisas mostram ambos praticamente empatados, mas o rival de Massa se diz confiante: “Estamos muito satisfeitos apesar da campanha de medo e de toda campanha suja que nos foi feita. Estamos muito bem, fizemos todo o esforço que podíamos fazer, é hora do povo se expressar”. A crítica de Milei é uma referência à condução desastrada da economia na Argentina por Sergio Massa. Nos últimos doze meses, a inflação argentina acumula um índice de 142,7%, com aumento da miséria.

Ministro da economia da Argentina no governo de Alberto Fernández, o peronista Sergio Massa tem contra si uma inflação acumulada de 142,7% nos últimos doze meses e uma das piores crises econômicas da Argentina, com desvalorização da moeda e aumento da pobreza. Já o concorrente de Massa, Javier Milei, é um candidato de extrema-direita e disputa a eleição com propostas radicais. Ele defende a dolarização da economia argentina e a extinção do Banco Central. Durante sua campanha, Milei apresentou propostas que chamaram a atenção dentro e fora da Argentina. Seu símbolo de campanha é uma motosserra.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.