Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marina devolve acusação de mentirosa à Dilma

Depois de ter sido chamada de mentirosa pela presidente-candidata Dilma Rousseff sobre seu voto na aprovação da CPMF no Senado, a candidata do PSB ao Palácio do Planalto, Marina Silva, devolveu a crítica à petista dizendo que ela mentiu sobre a demissão do delator do petrolão, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Marina fez publicação em suas redes sociais com uma montagem, contrapondo a fala da presidente e documento de demissão de Costa da estatal, revelado em matéria publicada nesta quinta-feira pelo jornal O Globo. Junto à postagem, Marina escreveu: “Quem mente na campanha eleitoral?”. A reportagem mostra que foi Costa que apresentou sua carta de demissão da estatal, ao contrário do que Dilma afirmou em debate presidencial promovido pela TV Record, no último domingo, dizendo que ela havia pedido a saída do ex-diretor. Costa ocupou a Diretoria de Abastecimento e Refino da Petrobras entre 2004 e 2012, e é o delator do ‘petrolão’, escândalo revelado por VEJA. Costa contou à PF que parlamentares, três governadores e um ministro de Estado foram beneficiados por um esquema de pagamento de propina abastecido pela Petrobras. Costa cumpre prisão domiciliar desde ontem, depois de ter se beneficiado por um acordo de delação premiada. (Talita Fernandes, de São Paulo)

Leia também:

MP amplia acordo de delação para familiares de Costa