Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marcelo Bretas manda Sérgio Cabral para presídio federal

Unidade para onde o ex-governador será transferido ainda não é conhecida. Decisão foi tomada durante audiência tensa entre Cabral e o juiz

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, aceitou nesta segunda-feira pedido do Ministério Público Federal (MPF) para que o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) seja transferido da cadeia José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, para um presídio federal. A solicitação foi apresentada pelo procurador da República Sérgio Pinel, sob alegação de que Cabral teve acesso a dados privilegiados. A unidade para onde o peemedebista será enviado ainda não foi escolhida.

A decisão de mudar Sérgio Cabral de prisão ocorreu em uma audiência marcada pela tensão entre o ex-governador e o juiz Bretas. O magistrado suspendeu a sessão por cinco minutos, depois que Cabral o acusou de procurar projeção pessoal. “O senhor está encontrando em mim uma possibilidade de gerar uma projeção pessoal, me fazendo um calvário”, disse o peemedebista, que soma mais de setenta anos de prisão em três sentenças – duas de Bretas – e responde a dezesseis ações penais na Justiça.

O magistrado também se irritou quando Sérgio Cabral, ao dizer que comprou joias com dinheiro de caixa dois, mencionou que a família de Marcelo Bretas trabalhava com a venda de bijuterias. Bretas reclamou de o ex-governador ter demonstrado conhecimento sobre detalhes de familiares seus, o que pesou para que o pedido do MPF pela transferência de Cabral fosse feito e aceito quase imediatamente.

“Isso pode ser subentendido como ameaça. E a lei veda que o próprio acusado crie uma suspeição que não venha de orientação técnica”, disse o juiz ao advogado Rodrigo Roca, que defende o ex-governador. “Isso vem de pessoa que está obviamente chateada por questões que lhe são contrárias”, completou o juiz federal.

Antes da discussão mais fervorosa, Bretas havia perguntado se Cabral se sentia injustiçado e ele disse que “sem dúvida”. “Queira o senhor ou não, eu fui o líder deste estado, eu realizei neste estado, eu trabalhei neste estado”, disse o peemedebista. “Mais uma vez, o senhor quer criar aquele discurso de injustiçado”, respondeu o juiz.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Flávio Pereira

    Bem feito apodreça lá

    Curtir

  2. dalmir zanetti

    O juiz não tem o direito de levar ao processo problemas pessoais contra reus. Fica evidente que ele usou da sua função para prejudicar o reu. Aqui pouco importa o que penso do Sergio Cabral, mas a justiça não pode ser utilizada a bel prazer.

    Curtir

  3. news da hora

    Na equação da lava jato , Lula equivale mais que mil Sergio Cabral .

    Curtir

  4. news da hora

    Cabral saqueou e quebrou o Rio . Lula saqueou e quebrou o Brasil .

    Curtir

  5. news da hora

    Cabral tem que pegar 300 anos de cadeia . Lula tem que pegar 3000 anos de cadeia .

    Curtir

  6. Se a defesa desse bandido o orientou nesse depoimento todos deveriam fazer nova prova da OAB…

    Curtir

  7. Esse vagabundo cínico merece a cadeira elétrica. Pena de morte para corrupção já!!!!!

    Curtir

  8. Deodato Sinatora

    No Brasil os políticos não respeitam nada, o Sr Renan desobedeceu o STF e nada aconteceu, o Sr Sérgio Cabral peitou o Sr Bretas e se achou injustiçado, outros foram pegos com malas de dinheiro correndo para cima e para baixo e não serve de prova para nada, o Sr Aécio recebeu o cargo novamente depois de ser gravado pedindo só 2 milhões e desobedecendo novamente o STF e nada acontece, aí aparece um general dando falsa esperanças para o povo brasileiro dizendo que acabaria com os políticos corruptos que as forças armadas estava observando a situação, mas nada acontece. Pobre Brasil vamos ver o o que vem mais por aí.

    Curtir