Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Major Olimpio dá informação errada sobre doações a sua campanha

Candidato diz ter recebido 5.900 reais do partido e 900 reais de pessoas físicas; segundo o TSE, ele doou 5.000 reais à própria campanha

Após ironizar a política de compliance divulgada por Fernando Haddad em sua campanha e comemorar a mudança nas doações eleitorais porque “a miséria nos iguala”, Major Olímpio gabou-se no debate desta sexta-feira de que sua campanha recebeu apenas 900 reais em doações e 6.500 reais de seu partido o Solidariedade. Uma rápida consulta ao sistema de divulgação de candidaturas e doações eleitorais do TSE, no entanto, mostra que não é bem assim. Até a prestação de contas mais recente, Olimpio havia recebido 5.900 reais ao todo em doações: 5.000 reais de Sergio Olimpio Gomes, que vem a ser o próprio candidato, e outros 900 reais divididos entre Fernando Rodrigo Poli, que doou 500 reais, e Ubiratan Casarin Vieira, que contribuiu com 400 reais.

Outro lado

Em nota enviada a VEJA, o candidato afirmou que não considera o seu próprio depósito de 5.000 reais como “doação externa”.

“Não tenho nada a omitir ou esconder, afirmo, inclusive, que o crédito do fundo partidário foi feito na quinta-feira, dia 1º de setembro e declarado ao TSE mesma hora, mas ainda não aparece nas contas oficiais por alguma questão meramente temporal do TSE. Reitero meu compromisso e tranquilidade em relação à prestação de contas da minha campanha, e de minhas ações como candidato e como político”, diz o comunicado.