Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘Mais sério que dormir com taça é soltar estuprador’, ataca Kalil

Ex-cartola do Galo afirmou que prêmio da Libertadores era melhor que mulher 'porque acorda calada'; rival foi da comissão de direitos humanos da Assembleia

Por Gabriela Terenzi Atualizado em 5 fev 2021, 10h48 - Publicado em 28 out 2016, 23h38

No debate entre os candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte, o candidato à frente nas pesquisas, Alexandre Kalil (PHS), disparou contra o rival João Leite (PSDB): “Mais sério que dormir com taça é soltar estuprador”.

O tucano havia afirmado que o ex-presidente do Atlético-MG não respeitava as mulheres, já que, em entrevista de 2013, quando o time ganhou a Taça Libertadores, dissera que o prêmio “é muito melhor que mulher, até porque ela acorda calada. E mulher nunca acorda calada”.

Kalil, em sua resposta, citou nomes que, segundo ele, eram de estupradores que haviam deixado a cadeia pela ação de João Leite, já que o deputado estadual fez parte da comissão de direitos humanos da Assembleia de Minas Gerais.

O debate na Globo segue a toada dos enfrentamentos anteriores: muitos ataques, de ambos os lados.

De acordo com a última pesquisa Ibope, o candidato do PHS tem 39% das intenções de voto, contra 36% do tucano.

 

Continua após a publicidade

Publicidade