Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Maia defende Onyx, mas não acredita que ele siga no governo Bolsonaro

O presidente da Câmara esteve nesta sexta em Belo Horizonte, onde elogiou a interlocução do chefe da Casa Civil com ele e a Presidência do Senado

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira, 28, em Belo Horizonte, que o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, “tem toda a confiança do Parlamento”. Questionado se o auxiliar do presidente Jair Bolsonaro (PSL) permanece no cargo, Maia respondeu: “Não sei”.

Há nove dias, Bolsonaro transferiu a articulação política da Casa Civil para a Secretaria de Governo. A tarefa de negociação do Palácio do Planalto com o Congresso será, agora, comandada pelo general Luiz Eduardo Ramos.

Bolsonaro estaria insatisfeito com Onyx. Na avaliação do presidente, o ministro é muito próximo a Maia e ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (AP). Os três são do DEM. A queixa é que estaria fazendo o jogo do Legislativo.

O ex-deputado pelo Rio Grande do Sul tem demonstrado abatimento nos últimos dias, mas nega a possibilidade de que sua saída do governo esteja próxima. Diz ainda que o seu foco é a votação da reforma da Previdência. No fim de semana, o ministro esteve na fazenda do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM). O motivo teria sido o de se aconselhar, e saber se deveria pedir demissão.

Ao chegar para o almoço na casa da ministra Cármen Lúcia, Maia disse que Lorenzoni tem respaldo entre os deputados, mas que não tem informações sobre o futuro do ministro no governo. “O Onyx tem toda a nossa confiança na interlocução entre o governo e o parlamento.”

O presidente da Câmara foi a Minas para visita a uma Associação de Proteção e Assistência a Condenados (Apac), em Nova Lima, na região metropolitana de BH. Após o almoço na casa da ministra, Maia segue para a Assembleia Legislativa para visita ao presidente da Casa, Agostinho Patrus (PV).