Clique e assine a partir de 8,90/mês

Lula não irá se entregar à Polícia Federal, dizem petistas

'Ele está aqui no sindicato, num lugar público. O mundo sabe onde ele está. É aqui que ele permanecerá junto com a militância', diz Gleisi Hoffmann

Por Eduardo Gonçalves - Atualizado em 6 abr 2018, 18h06 - Publicado em 6 abr 2018, 17h53

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não vai se entregar à Polícia Federal e passará a noite no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde o petista está desde quinta-feira, quando foi expedido um mandado de prisão contra ele pelo juiz Sergio Moro.

Segundo o deputado federal Zé Geraldo (PT-BA), o petista não vai nem discursar do lado de fora do sindicato porque tem receio de haver tumulto e de ele ser acusado de incitação à violência. Na manhã de sábado, será celebrada uma missa em memória da ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher de Lula, que morreu em fevereiro de 2017 e fazia aniversário no dia 7 de abril.

Em entrevista coletiva, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, confirmou que Lula não irá se entregar. “Não há por parte do presidente nenhum descumprimento da sentença exarada pelo juiz Sergio Moro. Ele tinha a opção dada pelo juiz de ir a Curitiba. Não exerceu essa opção. Está aqui no sindicato, num lugar público. O mundo sabe onde ele está. É aqui ele permanecerá junto com a militância”, disse a senadora.

 

Continua após a publicidade
Publicidade