Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Lula ficará de fora da primeira propaganda eleitoral de Haddad

Primeira peça vai ao ar nesta sexta-feira. Em 2012, ex-presidente teve papel de destaque na campanha do prefeito petista

Por Eduardo Gonçalves Atualizado em 25 ago 2016, 21h14 - Publicado em 25 ago 2016, 19h34

Ao contrário da campanha eleitoral que o levou à prefeitura em 2012, Fernando Haddad (PT) não terá nesta sexta-feira a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda eleitoral na televisão. Em busca da reeleição na cidade que foi epicentro dos protestos contra o PT e desaprovado por 76% da população (segundo Ibope), Haddad começa a campanha afastado da legenda – ao menos, no slogan e nos cartazes.

No segundo semestre de 2012, ainda que recém-saído de um tratamento contra um câncer na laringe, o ex-presidente Lula participou ativamente da campanha dos candidatos petistas. E a de Haddad recebeu atenção especial. Logo na primeira propaganda na TV, Lula ganhou um papel de destaque e fez a apresentação do seu afilhado político: “Eu lhe conheço. Sei que você pode fazer bastante pelo paulistano, sobretudo pelo mais pobre e pela classe média. Por isso, eu lhe apoio”, disse no programa inicial.

De acordo com membros da campanha, Haddad deve usar agora os 2 minutos e 35 segundos na TV para evidenciar realizações nas áreas de mobilidade, saúde e educação. Ele dirá que as mortes no trânsito diminuíram por causa da redução da velocidade nas marginais, que bateu o recorde na criação de vagas no ensino infantil e que entregará três hospitais – um já concluído e dois ainda em obras. Em 2012, ele tinha 7 minutos e 39 segundos.

Na mira da Lava Jato, Lula deve ter atuação bem mais discreta na campanha de Haddad neste ano, restringindo-se a aparecer em eventos sindicais ou na periferia, setor em que o prefeito petista enfrenta dois fortes concorrentes: Celso Russomanno (PRB) e Marta Suplicy (PMDB). Passados quatro anos da eleição de Haddad, o “segundo poste” tenta agora esconder seu criador. A sequência do discurso de Lula no primeiro programa eleitoral do prefeito petista em 2012 é uma clara mostra do discurso que se esgotou: “Foi por isso que eu também apoiei a Dilma. Pouca gente acreditava nela, mas confiou no que eu dizia. Hoje, mais que nunca, o Brasil sabe que votou na pessoa certa. Tenho certeza que os paulistanos vão te conhecer melhor”.

Fernando Haddad e Lula na campanha para Prefeitura de São Paulo em 2012
Fernando Haddad e Lula na campanha para a prefeitura de São Paulo em 2012 Youtube/Reprodução

 

Continua após a publicidade
Publicidade