Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lava Jato: STJ nega liberdade para Vaccari e doleiro

Em sua primeira decisão, o ministro Ribeiro Dantas manteve a prisão do ex-tesoureiro do PT e do empresário Carlos Habib Chater, condenados pelo juiz federal Sergio Moro

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas negou nesta segunda-feira pedidos de liberdade a dois réus da Operação Lava Jato, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto e o doleiro Carlos Habib Chater. Foi a primeira decisão do magistrado, que tomou posse na semana passada no STJ e passou a integrar a 5ª Turma, responsável pelos processos da Lava Jato.

LEIA TAMBÉM:

PGR pede ao STF abertura de inquérito contra presidente do DEM

Moro envia processos do eletrolão ao STF e nega ter investigado Lobão

Presos em Curitiba, Vaccari e Chater já foram condenados em primeira instância pelo juiz federal Sergio Moro. O ex-tesoureiro do PT foi condenado a 15 anos e quatro meses de reclusão pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa, e o doleiro pegou cinco anos e seis meses de prisão, em regime fechado, pelo crime de lavagem de dinheiro.

O ministro Ribeiro Dantas é oriundo do Tribunal Regional Federal da 5ª. Região (TRF-5/Recife) e foi nomeado pela presidente Dilma Rousseff para ocupar a vaga deixada pelo ministro Ari Pargendler, que se aposentou em setembro de 2014.

(Com Estadão Conteúdo)