Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lava Jato e as aves de rapina

Como previsto, o lobista Fernando ‘Baiano’ Soares e o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, ambos acusados de corrupção e lavagem de dinheiro no esquema bilionário do petrolão, permaneceram em silêncio nesta quinta-feira no interrogatório conduzido pelo juiz federal Sergio Moro, em Curitiba (PR). Nenhum dos dois quis dar detalhes sobre contas secretas no exterior, reconhecer assinaturas usadas na abertura de contas correntes e nem confirmar que receberam propina por recursos desviados da Petrobras. Mas um tema específico intrigou o juiz Moro: a predileção do operador do PMDB no petrolão por aves de rapina. As empresas Hawk Eyes Administração de Bens e a Falcon Equity Limited, ambas de Fernando Baiano, foram utilizadas, segundo a acusação, na lavagem de dinheiro de propina. (Laryssa Borges, de Brasília)