Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Kalil lidera disputa pela prefeitura de Belo Horizonte, com 56,5%

Segundo Paraná Pesquisas, prefeito é seguido por João Vitor Xavier (Cidadania), Áurea Carolina (PSOL), Rodrigo Paiva (Novo) e Bruno Engler (PRTB)

Por Redação Atualizado em 1 out 2020, 11h18 - Publicado em 30 set 2020, 20h53

O Instituto Paraná Pesquisas divulgou a primeira pesquisa eleitoral para a disputa pela prefeitura de Belo Horizonte após o início da campanha. O atual prefeito, Alexandre Kalil (PSD), se mantém como favorito à reeleição e, segundo o levantamento, venceria a eleição 2020 em primeiro turno. A margem de erro é de 3,5 pontos porcentuais.

Kalil aparece com 56,5% das intenções de voto, seguido por João Vitor Xavier (Cidadania, 6,6%), Áurea Carolina (PSOL, 4,5%), Rodrigo Paiva (Novo, 3%), Bruno Engler (PRTB, 2,4%), Professor Wendel Mesquita (Solidariedade, 2,3%), Nilmário Miranda (PT, 1,6%), Cabo Xavier (PMB, 1,2%), Marília Garcia (PCO, 1,2%), Luísa Barreto (PSDB, 1%), Marcelo Souza e Silva (Patriota 0,5%), Wanderson Rocha (PSTU, 0,5%), Wadson Ribeiro (PCdoB, 0,4%), Fabiano Cazeca (PROS, 0,1%) e Lafayette de Andrada (Republicanos, 0,1%). Não sabem em quem votar 5,4% e não votariam em nenhum dos candidatos 12,7%.

A pesquisa também mostra a avaliação à gestão do prefeito da capital mineira: 61,6% a consideram ótima ou boa, 14,9% avaliam como ruim ou péssima, 21,8% como regular e 1,7% não sabe ou não opinaram. O governo de Alexandre Kalil tem 73,5% de aprovação e 22,8% de desaprovação, enquanto 3,7% não sabem ou não opinou.

Já a gestão do governador Romeu Zema (Novo) tem 34,7% de avaliação como ótima ou boa em Belo Horizonte, 26,2% de ruim ou péssima e 36,1% de regular. Os que não souberam responder ou não opinaram somam 3%.

O governo do presidente Jair Bolsonaro recebeu 38,1% de ótimo ou bom, 34,1% de ruim ou péssimo, 25,7% de regular e 2,1% não sabem ou não opinaram.

A pesquisa entrevistou 820 eleitores entre os dias 25 e 29 de setembro e está registrada no TSE sob o número MG-06842/2020.

Continua após a publicidade
Publicidade