Clique e assine a partir de 9,90/mês

Justiça Federal condena Marcos Valério por enviar informações falsas ao BC

Por Da Redação - 14 set 2011, 19h52

A Justiça Federal de Minas Gerais condenou o publicitário Marcos Valério e seu ex-sócio Cristiano Paz pela sonegação e envio de informações falsas ao Banco Central, enquanto dirigiam a empresa SMP&B Comunicações. Ambos também são acusados de participarem do esquema de corrupção conhecido como “mensalão”, que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal).

Os dois alteraram o capital da empresa para conseguir justificar depósitos irregulares e, desta maneira, não chamar a atenção do BC.

O juiz da 4ª Vara Federal Criminal de Minas Gerais, Leonardo Augusto de Almeida Aguiar, entendeu que estavam comprovadas a materialidade e autoria do delito previsto na lei nº 7.492/86, que trata de crimes financeiros. O magistrado acrescentou que “agido com consciência da ilicitude de sua conduta”. Marcos Valério foi condenado a seis anos e dois meses de reclusão, e Cristiano Paz, a quatro anos e oito meses. Os réus poderão recorrer em liberdade.

Publicidade