Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça condena Sombra, do caso Celso Daniel, à prisão

A Justiça de Santo André condenou o empresário Sérgio Gomes da Silva, conhecido como Sombra, a 15 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e concussão. Sombra foi acusado pelo Ministério Público de integrar uma quadrilha que cobrava propina de empresas de transporte público na gestão de Celso Daniel (PT), morto em 2002 num crime até hoje tira o sono de petistas. A quadrilha, segundo a promotoria, também era formada pelo ex-secretário de Transporte de Santo André Klinger Luiz de Oliveira Souza, condenado a 10 anos e 4 meses de cadeia, e o empresário Ronan Maria Pinto, que recebeu a mesma pena de Sombra. Todos negam participação no esquema e poderão recorrer em liberdade. O advogado Roberto Podval, que defende Sombra, afirmou que vai recorrer da decisão. (Da redação)