Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Justiça começa a ouvir testemunhas na sétima fase da Lava Jato

Juiz Sérgio Moro vai comandar audiências de acusação e defesa em Curitiba desta segunda-feira até a sexta-feira de Carnaval

Por Da Redação 2 fev 2015, 07h13

(Atualizada às 12h)

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, começa nesta segunda-feira a ouvir as testemunhas de acusação e de defesa arroladas nas ações penais da sétima fase da operação, batizada pela Polícia Federal de “Juízo Final”. Os principais alvos desta fase foram executivos e donos de empreiteiras presos pela PF desde o fim do ano passado. As audiências seguem até o dia 13 deste fevereiro, em Curitiba (PR).

Entre as pessoas que vão prestar depoimento estão a ex-gerente executiva da Petrobras Venina Velosa, cuja oitiva está marcada para terça-feira, a ex-contadora do doleiro Alberto Youssef Meire Bomfim Poza e o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, delator do petrolão. Nesta segunda, estão marcadas as audiências dos executivos da Toyo Setal Augusto Ribeiro Mendonça Neto e Júlio Grein de Almeida Camargo, que também assinaram acordo de delação premiada para revelar detalhes do cartel, além do delegado da Polícia Federal Márcio Anselmo.

Leia também:

Juiz vai ouvir Venina nesta terça-feira

Continua após a publicidade

Ex-gerente diz ao MP que alertou sobre desvios na Petrobras

Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, Venina teria alertado a direção da Petrobras sobre um esquema de corrupção na empresa e, em função disso, teria sido perseguida, ameaçada de morte, transferida para um escritório da estatal em Cingapura, na Ásia, e depois afastada de suas funções. Na ocasião, a Petrobras informou que tomou todas as providências para elucidar os fatos citados pelo jornal e que “não procede a afirmação de que não houve apuração por parte da companhia”.

A pedido do Ministério Público Federal, o juiz Sérgio Moro abriu ação penal contra executivos de seis empreiteiras: Engevix, OAS, Galvão Engenharia, Mendes Júnior, Camargo Corrêa e UTC Engenharia.

Também são réus em ações penais da sétima fase da Lava Jato o doleiro Alberto Youssef, os ex-diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa (Abastecimento) e Nestor Cerveró (Área Internacional), além do lobista apontando como operador do PMDB Fernando Soares, o Fernando Baiano.

(Com Agência Brasil)

Continua após a publicidade
Publicidade