Clique e assine a partir de 9,90/mês

Juiz quer multar Pedro Paulo por visita a igreja em campanha

Candidato esteve em templo para agradecer arquivamento de caso em que era acusado de agredir a ex-mulher

Por Thiago Prado - 18 ago 2016, 20h51

O juiz eleitoral Marcelo Rubioli abriu procedimento para multar o candidato do PMDB à prefeitura do Rio de Janeiro Pedro Paulo Carvalho Teixeira. O peemedebista visitou a Igreja da Penha na Zona Norte no primeiro dia de campanha eleitoral logo após o pedido de arquivamento do inquérito que investigava a acusação de ter espancado a ex-mulher Alexandra Marcondes. Pela legislação eleitoral, um candidato não pode fazer campanha dentro de templos – até vídeo e fotos Pedro Paulo tirou no local.

“Comecei o dia de hoje na igreja da Penha para agradecer todas as bênçãos em minha vida e pedir proteção para a nossa caminhada”, escreveu Pedro Paulo, que subiu a pé os 382 degraus da escadaria da tradicional igreja. O peemedebista chegou a discursar, leu dois salmos da Bíblia e chorou. O padre da paróquia, Thiago Sardinha de Jesus, desejou que ele vença as eleições. A multa para este tipo de ato pode chegar a até 25.000 reais.

Desde o início da campanha, o juiz Rubioli tem sido rigoroso na fiscalização das eleições municipais. O magistrado já abriu procedimentos para multar Eduardo Paes por fazer campanha antecipada nas redes por Pedro Paulo (em um post no Facebook, o prefeito creditou o sucesso das Olimpíadas ao seu braço direito).

Publicidade