Janot diz que Palocci prometeu entregar cinco ministros do STF

Segundo o ex-procurador-geral, ex-petista citou Rosa Weber, Luiz Fux e Edson Fachin, mas sem nada concreto; ‘Era igual a biscoito, só fazia barulho’

Por Policarpo Junior e Laryssa Borges - Atualizado em 26 set 2019, 23h55 - Publicado em 26 set 2019, 22h05

As desavenças entre Rodrigo Janot e Gilmar Mendes se intensificaram diante de rumores que surgiram durante as apurações da Lava-Jato sobre o envolvimento de ministros do Supremo Tribunal Federal (STSF) com alguns dos investigados. Janot confirma que delatores fizeram insinuações nesse sentido mas nunca apresentaram uma evidência concreta.

“Na primeira vez em que o ex-ministro Antonio Palocci tentou fechar uma delação com a gente, disse que iria entregar cinco ministros do STF. Ele citou a Rosa Weber, o Luiz Fux, o Fachin, mas era igual a biscoito de polvilho, só fazia barulho”, disse Janot em entrevista a VEJA.

Na entrevista, ele também narra, entre outros episódios, que entrou armado no Supremo Tribunal Federal para tentar matar o ministro Gilmar Mendes – conta que tirou a pistola da cintura e ficou a dois metros do magistrado, mas desistiu – e revela que Michel Temer (MDB) e Aécio Neves (PSDB) ofereceram cargos a ele para paralisar as investigações.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Publicidade

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Publicidade