Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irritado, Moro manda PF excluir nome de Toffoli de relatório

Nome do ministro foi citado 'sem base qualquer' em investigação sobre Bumlai. Magistrado cobrou cautela da PF

O juiz federal Sergio Moro mandou a Polícia Federal retirar o nome do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli do Relatório 744/2016, que contém a análise de material apreendido com o economista Maurício Bumlai, filho do pecuarista José Carlos Bumlai, preso e condenado na Operação Lava Jato.

Entre as anotações de Maurício, os federais encontraram contatos telefônicos de quadros importantes do PT e o nome de Toffoli. No relatório, o agente da PF Antonio Chaves Garcia escreveu que “a família Bumlai, em razão dos contatos encontrados, detinha uma influência política muito grande durante o período em que o Partido dos Trabalhadores (PT) estava no poder” e, ainda, que “a influência não era somente em agentes políticos da Administração Pública, mas também na Suprema Corte, na pessoa do ministro Tofffoli”.

Veja também

O documento, enviado na sexta-feira ao delegado Filipe Hille Pace – que preside investigação sobre Bumlai – faz uma ressalva: “A simples menção a nomes e/ou fatos contidos nesse relatório, por si só, não significa o envolvimento, direto ou indireto, dos citados em eventuais delitos objeto da investigação em curso”.

Nesta segunda-feira, Moro ordenou a exclusão do nome de Toffoli do relatório. O juiz da Lava Jato demonstrou irritação com a menção ao ministro do Supremo “sem base qualquer”.

“Apesar da ressalva, o fato é que a conclusão anterior não tem base empírica e é temerária. O fato de algum investigado possuir, em sua agenda, números de telefone de autoridades públicas não significa que ele tem qualquer influência sobre essas autoridades”, advertiu Moro. “Assim, o relatório, sem base qualquer, contém afirmação leviana e que, por evidente, deve ser evitada em análises policiais que devem se resumir aos fatos constatados.”

Moro mandou intimar “com urgência, por telefone”, o delegado Filipe Pace “para, em três dias, refazer o referido relatório, retirando dele conclusões que não tenham base fática e esclarecendo o ocorrido”. Moro determinou ao delegado que tome “as devidas cautelas para evitar a repetição do ato”.

Logo após a ordem de Moro, o delegado federal anexou aos autos da investigação a informação de que será solicitado ao Núcleo de Análise do Grupo de Trabalho-Lava Jato “a confecção de novo documento investigativo para o fim de que seja retirado o trecho manifestamente inserido por ocasião de erro material, haja vista que do corpo do relatório é faticamente e probatoriamente impossível se atribuir suposta influência de José Carlos Bumlai sobre Sua Excelência o ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli”.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Por que só há o Moro nesse caso tão vultuoso?

    Curtir

  2. RUBENS LOPES SOUZA

    Porque só proteger as autoridades do pode judiciário? Ali só temos pessoas ilibadas? Pessoas acima de qualquer suspeita? Não acredito, até porque, no Brasil, sabemos qual o motivo que leva a maioria das pessoas, a alcançarem altos cargos públicos, e na maioria dos casos, não é somente sua capacidade intelectual.

    Curtir

  3. Celia Henriques

    ele sabe o que está fazendo, a hora desse T… vai chegar

    Curtir

  4. Hermes Alves de Matos

    Essa operação Lava Jato nunca mais vai terminar é entrando uns gatos pingados e saindo outros. O tempo passa a vida corre o povo cansa os bandidos e os juízes ficam velhos e caducos e… quantos ainda estão presos mesmo pelo crime do Mensalão?

    Curtir

  5. Esse Toffoli é outro corrupto criminal, dando proteção a outros criminais, bando de juizes covardes, bem a nível de Brasil.

    Curtir

  6. Pedro Daniel Elpidio

    Esse LIXO debocha de NÓS. .um VERME como esse deveria ser FUZILADO e em horário nobre se este PAÍS fosse sério como a CHINA ou a KOREA..Canalha que representa e encarna o que há de mais REPUGNANTE na política. ..a corrupção. .rato podre tua hora vai chegar.

    Curtir