Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

‘Instituições brasileiras estão funcionando regularmente’, diz Temer em vídeo

De acordo com o vice, em gravação exibida em Portugal, é possível afirmar "com a maior tranquilidade" que Legislativo, Executivo e Judiciário estão cumprindo suas tarefas

Por Da Redação Atualizado em 10 dez 2018, 10h18 - Publicado em 29 mar 2016, 15h57

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), afirmou em vídeo divulgado nesta terça-feira que as instituições brasileiras estão “funcionando regularmente”. A gravação foi feita para o evento organizado em Portugal por um instituto ligado ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), em parceria com a Universidade de Lisboa.

Temer, que é advogado constitucionalista, fez a gravação depois de decidir, na última quinta-feira, cancelar sua participação no evento e intensificar as conversas sobre o encontro do Diretório Nacional do PMDB, nesta terça-feira, em que o partido deve sacramentar a decisão de romper com o governo da presidente Dilma Rousseff. O seminário vai reunir, entre os dias 29 e 31 deste mês, políticos da oposição e da base governista para discutir a Constituição no contexto das crises políticas e econômicas. Temer começa o vídeo lembrando que o Brasil já viveu a chamada democracia liberal, a democracia social e agora vivencia a democracia da eficiência.

Leia mais:

Em Lisboa, Mendes diz que saída do PMDB aprofunda crise política

Partidos aliados devem seguir o PMDB e abandonar o governo

Segundo o vice, na atual fase da democracia brasileira “as pessoas passaram a exigir a eficiência dos serviços públicos e dos serviços privados, passaram a exigir ética na política, um comportamento político adequado aos novos tempos e às novas realidades no Brasil”. Em razão disso, o vice-presidente diz que é possível afirmar “com a maior tranquilidade” que “Legislativo, Executivo e Judiciário cumprem suas tarefas”. “O Judiciário tem hoje uma presença muito forte, muito significativa e há de ser saudado por todos aqueles que se preocupam com o comportamento ético, político e administrativo”, diz Temer. “O Legislativo, de igual maneira, tem exercido suas funções com muita tranquilidade.”

O vice-presidente também defendeu, além do Estado de direito, que sobrevenha “o estado da paz”. Temer aproveitou para comentar os atentados terroristas na Europa, mais recentemente em Bruxelas, dizendo que “hoje, mais do que nunca, o povo de todos os estados precisam de paz”. “Por isso, eu quero solidarizar-me com as vítimas dos atentados que se verificaram em vários estados da Europa e de outras partes do planeta, porque isso desarmoniza as relações internas e internacionais. Minha solidariedade a esses povos vítimas dessas agressões incompatíveis com a ordem jurídica e incompatíveis com a boa política.”

https://www.youtube.com/watch?v=iiWneIv-yFM

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)