Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Indicado pelo PTB, presidente da Conab pede demissão

Evangevaldo Moreira anunciou ter entregue o pedido na terça-feira. Até agora, entretanto, o Palácio do Planalto não se posicionou sobre a saída

O presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Evangevaldo Moreira dos Santos, anunciou nesta sexta-feira que deixará o cargo. Indicado pelo líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO), ele divulgou uma nota em que revelou ter entregue sua carta de demissão na última terça-feira, “em caráter irrevogável”, ao Palácio do Planalto. Até agora, no entanto, a presidente Dilma Rousseff não se pronunciou sobre o tema. Por isso, o presidente da Conab permanece no posto até que a demissão seja oficializada.

Na nota enviada nesta sexta-feira, Evangevaldo não detalhou os motivos pelos quais pediu demissão, mas disse que agora vai trabalhar na campanha de Jovair à prefeitura de Goiânia. Em janeiro, VEJA revelou que o onipresente Jovair Arantes pediu 4 milhões de reais para garantir que Osmar Pires Martins Júnior, presidente da Agência Goiana de Meio Ambiente em 2006, continuasse no cargo. O portador da proposta teria sido justamente Evangevaldo.

Não foi o primeiro escândalo envolvendo a dupla: o presidente da Conab sobreviveu à maré de denúncias que derrubou Wagner Rossi do Ministério da Agricultura. Mas agora, se não pedisse demissão, Evangevaldo provavelmente seria demitido – pelo menos é esse o recado que o governo fez chegar a ele.

O PTB, que não controla nenhum ministério, tinha na Casa da Moeda e na Conab seus postos mais importantes dentro do governo. Desta forma, agora que o partido perdeu os dois postos (Luiz Felipe Denucci, da Casa da Moeda, foi demitido no fim de janeiro sob suspeita de corrupção), as quedas podem ocasionar uma crise na relação com o governo. A legenda é dona de 21 cadeiras na Câmara e seis no Senado.

Veja a nota divulgada por Evangevaldo nesta sexta-feira:

Ao longo desta semana, sempre que questionado pela imprensa quanto à possibilidade do meu afastamento da Presidência da Companhia Nacional de Abastecimento, preferi não me manifestar sobre o assunto. O meu silêncio decorria do profundo respeito que tenho pelos mais de 4 mil empregados e colaboradores da empresa que, a meu ver, deveriam ter essa informação antes de qualquer veículo de comunicação.

Hoje pela manhã, divulguei uma carta aberta dirigida ao corpo funcional da Conab, informando que entreguei meu pedido de demissão ao Palácio do Planalto, em caráter irrevogável, no dia 07 de fevereiro passado, desde quando permaneço aguardando as decisões da Excelentíssima Senhora Presidenta da República Dilma Rousseff, uma vez que cabe única e exclusivamente a ela determinar e nomear o meu substituto. Neste meio tempo, continuarei no desempenho rotineiro das minhas atividades na Companhia e, uma vez desligado da empresa, retornarei a Goiânia, onde pretendo colaborar na coordenação da campanha à prefeitura municipal do pré-candidato Deputado Jovair Arantes, líder do PTB na Câmara Federal.

Evangevaldo Moreira dos Santos

Presidente da Conab