Clique e assine a partir de 9,90/mês

Hotéis do interior perdem clientes com crise hídrica

Em um empreendimento em Joanópolis, não restou nenhuma das 38 lanchas que estavam na marina; proprietário teve que dispensar 22 dos 35 funcionários

Por Da Redação - 10 nov 2014, 09h47

A queda no nível da Represa de Jurumirim, em Avaré, afetou “de forma substancial” o turismo, segundo o secretário de Turismo, Fernando Alonso. Quatro grandes hotéis que têm marinas registraram desistências de reservas em razão do recuo das águas. “Com a baixa, além de bancos de areia, emergiram restos de árvores que estavam submersos, dificultando a navegação.” Ele contou que um hotel investiu na compra de um grande catamarã, mas ainda não conseguiu colocar o barco no lago.

Na semana passada, o nível da represa estava em apenas 18% da capacidade, segundo medição da empresa Duke Energy, que opera a hidrelétrica. A falta de água fez desaparecer a prainha do Camping Municipal, que atraía milhares de turistas. “A água se distanciou da faixa de areia e está no meio do lodo”, relatou o secretário. A situação só não é pior, segundo ele, porque o reservatório é muito grande – quatro vezes maior que a Baía de Guanabara.

Saiba mais:

Tudo é água

Continua após a publicidade

Em Joanópolis, a Represa Jaguari-Jacareí, que faz parte do Sistema Cantareira, praticamente secou e os hotéis e pousadas localizados à beira d�água acumulam prejuízos. O hoteleiro Paulo Bonandi, dono da Pousada Monteleone, havia investido em uma bem aparelhada marina e, de uma hora para outra, viu toda a água ir embora.

“Estava com 38 lanchas na marina e não restou uma”, disse. Os passeios de barco, maior diferencial da pousada, tiveram de ser suspensos. O restaurante, construído para atender a náutica, ficou vazio e ele dispensou 22 dos 35 funcionários. “Depois de vinte anos tomando conta da pousada, estou tirando umas férias forçadas.” Ele acredita que a recuperação da represa só ocorrerá em 2016. “Ainda assim se chover muito.”

Leia também:

SP: nível do Sistema Cantareira volta a cair

Continua após a publicidade

Alckmin e Dilma discutem crise hídrica nesta segunda-feira

Obras vão garantir água a SP em 2015, diz Alckmin

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade