Clique e assine a partir de 9,90/mês

Haddad comemora Datafolha e aposta em virada até domingo

Em comício, ex-prefeito de São Paulo reforçou expectativa de virada; nas redes sociais, afirmou que população votará contra o 'discurso de ódio' de rival

Por Reuters - 25 Oct 2018, 21h45

O candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, comemorou o resultado da pesquisa Datafolha, que mostrou uma queda de seis pontos na distância entre sua candidatura e de seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL), e afirmou que é possível virar os votos até domingo.

“O Bolsonaro disse no domingo que vai varrer a oposição. Pois ele não vai ter oposição, porque ele não vai ser governo. Nós vamos virar”, disse em comício em Olinda, em Pernambuco. “Está fácil virar votos. Na cidade de São Paulo, que eu governei, eu já passei.”

A campanha do ex-prefeito de São Paulo temia que o levantamento mostrasse uma estagnação, o que, na visão dos petistas, enterraria de vez as chances de vitória.

De acordo com o levantamento, Bolsonaro tem 56% dos votos válidos, e Haddad, 44%, uma diferença de 12 pontos. Na pesquisa anterior, a distância era de 18 pontos.

Continua após a publicidade

“Galera, mesmo o arregão não indo a debates ele está caindo nas pesquisas. Ele cai mesmo sem falar nada. Quando ele fala, ele cai mais. Nós temos quatro dias para tirar essa diferença, que já é pequena”, disse depois Haddad em um vídeo distribuído nas redes sociais.

“Não tem o que fazer nessa eleição, é votar pela democracia, votar pelos direitos, é afastar esse discurso de ódio do Jair Bolsonaro”, acrescentou Haddad.

Publicidade