Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo multará donos de transportadoras paradas em R$ 100 mil por hora

Após reunião de gabinete de crise, ministro Carlos Marun afirma ter convicção da participação indevida de empresários em paralisação dos caminhoneiros

O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), anunciou no começo da tarde deste sábado, 26, que o Executivo tem “convicção” de que há locaute na greve dos caminhoneiros e passará a multar os empresários de transportadoras paradas em 100.000 reais por hora.

Proibido pela legislação trabalhista, “locaute” é quando o setor empresarial articula e promove uma paralisação interessado em beneficiar seus próprios interesses. A medida foi autorizada em liminar concedida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Carlos Marun informou que o governo decidiu priorizar o abastecimento da área da saúde, por decisão do presidente Michel Temer (MDB). Ele afirmou que os principais hospitais do país seguem abastecidos, mas com “estoques de minutos”, o que provoca “grande preocupação”. Em virtude dessa constatação, foi determinado à Polícia Rodoviária Federal (PRF) que multe caminhoneiros parados com cargas de insumos de saúde. O valor dessa multa é de, até, 10.000 reais por dia.

“Os estoques que permitem ainda o funcionamento são reduzidos e se faz emergencial o reabastecimento”, afirmou. Ele citou, entre outros exemplos, órgãos transplantados e água para hemodiálise.

O anúncio foi feito após uma reunião do comitê de gerenciamento de crise iniciada às 9h da manhã, que avaliou os resultados das desobstruções realizadas em estradas pelo país. O último levantamento do Palácio do Planalto estima em 387 as interrupções em estradas que continuam ocorrendo em todo o Brasil.