Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo de SP libera ato anti-Temer no domingo

SSP havia vetado o protesto porque ele ocorreria no mesmo lugar e dia em que ocorrerá a cerimônia de passagem da tocha paralímpica

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) recuou e autorizou nesta sexta-feira a realização de protesto contra o presidente Michel Temer na Avenida Paulista, centro da capital, na tarde de domingo. A decisão se deu após reunião entre representantes da SSP e de movimentos sociais ligados a Dilma Rousseff com a mediação do prefeito Fernando Haddad (PT).

Na quinta-feira, a SSP havia dito que estava vetado o ato na avenida devido à passagem da tocha paralímpica. Os organizadores do protesto reclamaram, reivindicando o direito constitucional à livre manifestação. Por fim, após o encontro desta sexta, ficou acertado que o ato acontecerá a partir das 16h30, em frente ao vão livre do Masp. A previsão é que o evento paralímpico acabe até as 15 horas. “A SSP esclarece que, no horário acordado, o evento de passagem da tocha paralímpica, cerimônia oficial da Rio-2016, já terá sido encerrado”, diz nota da instituição.

A página do protesto no Facebook tem por enquanto 17.000 pessoas confirmadas. Os últimos quatro atos contra o presidente Michel Temer acabaram em confronto entre black blocs e a Polícia Militar e cenas de depredação de bancos e lojas. Uma manifestante teve o olho perfurado por causa de estilhaços de uma bomba de efeito moral.

Haddad, que está em plena campanha à prefeitura de São Paulo, também publicou nota em suas redes sociais, dizendo-se “consternado pelas cenas de violências dos últimos dias”. “O ato ocorre, como previsto, no domingo na Paulista, mas os organizadores atenderam ao apelo para iniciar a concentração a partir das 16h30, preservando, com segurança, a passagem da tocha paralímpica e garantindo o direito democrático de livre manifestação. Espero que tudo transcorra bem”, escreveu Haddad.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Sergio Bertoni

    Tai uma coisa que pouca gente entende, isso não uma manifestação e sim um bando de vagabundo que não aceita trabalhar. Liberar por qual finalidade??

    Curtir

  2. Luiz Carlos Bittencourt

    O povo já decidiu … fora Lula e Dilma, eleições em 2018

    Curtir

  3. É muita vagabundagem velho.
    pelo amor de Deus!

    Curtir