Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo abrirá nova licitação para construção da Linha 4 do metrô

Consórcio Isolux vai ficar responsável apenas pela entrega das estações Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire. Obras devem recomeçar em 1 mês

O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira que as obras das estações Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire da Linha 4-Amarela do metrô devem ser retomadas até o final do mês pelo consórcio Isolux-Corsán-Corviam, da Espanha. Já o restante da linha, que inclui as estações São Paulo-Morumbi e Vila Sônia, dependerá de uma nova licitação. As obras estão praticamente paradas desde, pelo menos, novembro de 2014. O prazo para entrega das estações Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire é de doze meses.

Na prática, o consórcio responderá por apenas um dos lotes para os quais foi contratado. O contrato de 560 milhões de reais será rescindido para as obras do lote 2, que inclui o trecho São Paulo-Morumbi e Vila Sônia. A medida havia sido anunciada em fevereiro pelo governador Geraldo Alckimin.

Leia também:

Alckmin vai rescindir contrato com consórcio da Linha Amarela

Metrô e CPTM vão entregar só duas das nove estações prometidas para 2015

Número de usuários do metrô cresce três vezes mais que expansão da rede

Em junho, o metrô abrirá novas licitações, para concluir as duas estações restantes. O valor estimado de investimento é de 500 milhões de reais. A estação Morumbi deve ser entregue no segundo semestre de 2017 e a estação Vila Sônia, em 2018. Já as estações do lote 1, Higienópolis-Mackenzie e Oscar Freire, deverão estar prontas no primeiro semestre de 2016.

(Da redação)