Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Governadores do Nordeste criticam Zema por ‘indicar guerra entre regiões’

Consórcio diz que governador de Minas quer manter desigualdades e ‘aprofundar a lógica de um país subalterno, dividido e desigual’

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 6 ago 2023, 16h21

O Consórcio Nordeste afirmou neste domingo, 6, que o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, indicou uma “guerra entre regiões” na entrevista em que anunciou a criação de um grupo de estados do Sul e Sudeste para fazer frente às demais unidades da federação.

Autor da nota, o presidente do Consórcio Nordeste e governador da Paraíba, João Azevêdo, diz que Zema parece “aprofundar a lógica de um país subalterno, dividido e desigual”.

“Nesse contexto, indicar uma guerra entre regiões significa não apenas não compreender as desigualdades de um país de proporções continentais, mas, ao mesmo tempo, sugere querer mantê-las”, acrescenta.

O governador do Piauí, Rafael Fonteles, também reagiu às declarações e, em sua conta no Twitter, disse que o mineiro “revela-se o maior inimigo da federação brasileira” e que “quem apostar contra a união do povo brasileiro vai perder”.

Continua após a publicidade

Em entrevista ao Estadão publicada neste sábado, Zema manifestou contrariedade com a avaliação de que “outras regiões do Brasil, com estados muito menores” que o Sul e o Sudeste “em termos de economia e população se unem e conseguem votar e aprovar uma série de projetos em Brasília”.

Para os chefes de Executivos nordestinos, contudo, a constituição de seu consórcio, assim como o da Amazônia Legal, nega qualquer “lampejo separatista” e aposta no “fortalecimento de um projeto de um Brasil democrático, inclusivo e, portanto, de união e reconstrução” – no sentido contrário ao da entrevista de Zema.

“Já passou da hora de o Brasil enxergar o Nordeste como uma região capaz de ser parte ativa do alavancamento do crescimento econômico do país e, assim, contribuir ativamente com a redução das desigualdades regionais, econômicas e sociais”, diz a nota.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.