Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Gabinete de Temer tem misturador de voz para evitar gravações

Decisão foi tomada após o empresário Joesley Batista, da JBS, ter registrado uma conversa com o presidente no Palácio do Jaburu

Por Da Redação Atualizado em 19 jul 2017, 16h04 - Publicado em 19 jul 2017, 11h49

O Palácio do Planalto instalou no gabinete do presidente Michel Temer (PMDB) um misturador de voz para impedir que sejam realizadas gravações de áudio no local. A decisão, revelada pelo Blog do Camarotti, do portal G1, foi tomada após o empresário Joesley Batista, da JBS, ter gravado uma conversa com Temer durante um encontro no Palácio do Jaburu.

A gravação feita por Joesley fez parte do acordo de colaboração premiada que o empresário firmou com o Ministério Público Federal (MPF). A Procuradoria-Geral da República (PGR) se baseou nas informações reveladas pela delação para apresentar denúncia contra Temer por corrupção passiva.

O misturador de voz emite ruídos que impedem a compreensão de conversas captadas por gravadores ou celulares. Um parlamentar que faz uso de aparelho auditivo chegou a reclamar de chiados ao se encontrar com o presidente no gabinete, já que o sistema também causa interferências nesses equipamentos.

A instalação do misturador de voz cabe ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI). Procurada, a assessoria do órgão disse que não vai se manifestar sobre o assunto.

Continua após a publicidade

Publicidade