Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Futuro ministro da Defesa é nomeado para transição de governo

General da reserva Fernando Azevedo e Silva vai coordenar grupo temático

A equipe de transição para o governo de Jair Bolsonaro (PSL) terá dois novos integrantes. Um dos nomeados é o general Fernando Azevedo e Silva, futuro ministro da Defesa. O advogado Nildo Moreira Nunes também vai integrar o grupo. A nomeação de ambos foi publicada nesta quarta pelo Diário Oficial da União.

Azevedo e Silva vai coordenar o grupo técnica da Defesa. Ele foi chefe do Estado-Maior do Exército, o número 2 na hierarquia, atrás apenas do comandante, o general Eduardo Villas Bôas. Em setembro, após ir para a reserva, Silva passou a ocupar o cargo de assessor especial do ministro Dias Toffoli no Supremo Tribunal Federal, indicado pelo mesmo Villas Bôas.

O general da reserva tem uma extenso currículo dentro das Forças Armadas, incluindo o cargo de comandante militar do Leste, além de ter sido o chefe da Autoridade Pública Olímpica dos Jogos Olímpicos do Rio-2016, indicado pela então presidente Dilma Rousseff. Fernando Azevedo e Silva também participou da pacificação do Haiti, liderando um dos contingentes que foi ao país depois do golpe de Estado sofrido em 2004.

Grupos temáticos

O coordenador da transição, Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil, dividiu a transição governamental em dezessete grupos técnicos temáticos. O primeiro deles, da Agricultura, terá como coordenador Paulo Márcio Mendonça Araújo e, como adjunto, Márcio Eli Almeida Leandro. O grupo de Atualização e Consolidação de Atos Normativos terá como coordenador Pablo Antônio Tatim – e Jorge Antônio de Oliveira Francisco será o coordenador adjunto.

O grupo que tratará do tema Cidadania terá Tatiana Barbosa de Alvarenga como coordenadora. O futuro ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, será o coordenador do grupo técnico da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que terá ainda Waldemar Gonçalves Ortunho Júnior como coordenador adjunto.

Outro grupo técnico, de Defesa, será coordenado pelo general Fernando Azevedo e Silva, nomeado nesta quarta para a equipe de transição. O grupo de Desenvolvimento Regional terá como coordenador Jonathas Assunção Salvador Nery de Castro; o de Desenvolvimento Sustentável será coordenado por Ismael Nobre.

O grupo temático de Economia e Comércio Exterior será coordenado pelo futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e terá como coordenador adjunto Adolfo Sachsida. O grupo de Educação será coordenado pelo futuro ministro da área, Ricardo Vélez Rodríguez.

Outro grupo definido será o de Infraestrutura, a ser coordenado pelo futuro ministro Tarcísio Gomes de Freitas. O indicado para comandar a pasta da Justiça, Sergio Moro, irá coordenar o grupo temático Justiça, Segurança e Combate à Corrupção. Paulo Cesar Coutinho será o coordenador do grupo de Minas e Energia.

Gustavo Bebianno Rocha, futuro ministro da Secretaria Geral, será o coordenador do grupo temático de Modernização do Estado. O grupo técnico de Previdência e Assistência Social será coordenado por Arthur Bragança de Vasconcellos Weintraub. Outro grupo definido pela transição, de Relações Exteriores, será coordenado pelo indicado para comandar a pasta da área, Ernesto Henrique Fraga Araújo.

O grupo da Saúde será liderado por João Gabbardo dos Reis. E por último, o grupo temático do Turismo, a ser comandado por Gilson Machado.

(Com Estadão Conteúdo)