Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Formação de quadrilha segue na pauta do STF

Relator conclui a apresentação de seu voto nesta quinta-feira e deve pedir a condenação de integrantes dos núcleos político, financeiro e publicitário

Por Gabriel Castro, de Brasília 18 out 2012, 07h47

O relator do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, vai concluir nesta quinta-feira a leitura de seu relatório sobre o último capítulo do processo: o que trata da acusação de formação de quadrilha contra os integrantes dos núcleos político, publicitário e financeiro do esquema.

Ele começou a ler suas considerações nesta quarta-feira, e deu sinais claros de que considera o ex-ministro José Dirceu o comandante do esquema de corrupção.

“O que esses diálogos e depoimentos deixam bastante evidente é o vínculo de hierarquia e subordinação existente entre José Dirceu e os demais membros do chamado núcleo político”, disse o relator durante a sessão desta quarta, em referência às provas nos autos.

Leia também:

ntenda o escândalo do mensalão

Veja o placar da votação, réu a réu, crime por crime

Ainda nesta quinta, o ministro revisor, Ricardo Lewandowski, vai começar a apresentar seu voto sobre o caso. A expectativa é de que a corte encerre o julgamento do mensalão já na semana que vem. Depois que os dez ministros tiverem votado sobre o último capítulo do processo, restará apenas a definição da pena de cada réu – a chamada dosimetria. E a intenção dos integrantes da corte é resolver essa discussão em apenas um dia.

O esforço para concluir o julgamento na semana que vem tem uma explicação prática: o ministro Joaquim Barbosa tem viagem marcada para a Alemanha no dia 29 de outubro. Ele deve ficar na Europa até 3 de novembro, em tratamento médico.

Continua após a publicidade

Publicidade