Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

‘Foi uma prisão espetaculosa’, diz Bolsonaro sobre operação contra Queiroz

Em live, presidente fala pela primeira vez sobre detenção de ex-assessor do seu filho Flávio; ‘Que a Justiça siga o seu caminho’

Por Da Redação Atualizado em 18 jun 2020, 19h38 - Publicado em 18 jun 2020, 19h19

O presidente Jair Bolsonaro, em sua live semanal transmitida nas redes sociais, fez pela primeira vez um comentário público sobre a prisão do policial militar reformado Fabrício Queiroz, preso na manhã desta quinta-feira, 18, em Atibaia, interior de São Paulo – ele criticou a operação, que chamou de “espetaculosa”, e disse esperar que a “Justiça siga o seu caminho”.

ASSINE VEJA

Os desafios dos estados que começam a flexibilizar a quarentena O início da reabertura em grandes cidades brasileiras, os embates dentro do Centrão e a corrida pela vacina contra o coronavírus. Leia nesta edição.
Clique e Assine

“Deixo bem claro, não sou advogado do Queiroz e não estou envolvido nesse processo. Mas Queiroz não estava foragido e não havia nenhum mandado de prisão contra ele. Mas foi feita uma prisão espetaculosa. Ele já deve estar no Rio de Janeiro, assistido pelo seu advogado, que a Justiça siga o seu caminho. Mas parecia que estavam prendendo o maior bandido da face da terra”, afirmou.

 

Segundo ele, se o Ministério Público ou a Justiça tivessem pedido, Queiroz teria comparecido “tranquilamente” para prestar esclarecimentos. Bolsonaro é amigo há mais de 30 anos de Queiroz, que foi preso em uma investigação relativa ao período em que atuou como assessor do então deputado estadual Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), hoje senador.

  • Bolsonaro ignorou o fato de Queiroz ter sido preso em uma casa pertencente a Frederick Wassef, que é seu advogado e de Flávio, além de ter um bom trânsito em seu governo – ele estava na quarta-feira 17 na posse do novo ministro das Comunicações, Fábio Faria. “Por que ele estava ali naquela região de São Paulo? Porque é perto do hospital onde ele faz tratamento de câncer”, disse, se referindo à terapia contra a doença a que Queiroz tem se submetido.

    Continua após a publicidade
    Publicidade