Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fernando Haddad afirma que deixará ministério em janeiro

Ministro da Educação informou que pretende se dedicar exclusivamente à campanha para a prefeitura de São Paulo

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira que deixará o comando da pasta em janeiro. Ele disse que pretende ganhar tempo para se preparar para as eleições municipais de 2012, quando concorrerá à prefeitura de São Paulo. Pré-candidato do PT, Haddad informou que a presidente Dilma Rousseff estabeleceu o mês de janeiro para sua desincompatibilização do cargo. Ele ressaltou que pretende, nos próximos meses, estudar os problemas da capital para compor o programa de governo para a disputa eleitoral.

Haddad disse não ter ainda a informação de que o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, o substituirá no cargo ─ conforme revelaram alguns jornais nesta segunda-feira ─ e evitou sugerir nomes para Dilma Rousseff. “Não tenho a informação de que Mercadante irá assumir, não conversei com a presidente sobre o assunto”, afirmou, em entrevista a uma emissora de rádio. O ministro destacou ainda que entregará o ministério ao sucessor com um orçamento de aproximadamente 80 bilhões de reais.

Segundo Haddad, o governo federal estuda duas iniciativas para combater o analfabetismo no país. Uma delas é um programa de alfabetização de jovens entre 10 e 14 anos. A outra é um programa de alfabetização nas zonas rurais. “As taxas de analfabetismo vêm caindo drasticamente”, afirmou. “Mas as desigualdades regionais ainda são muito grandes”.

(Com Agência Estado)

LEIA TAMBÉM:

MEC sabe há mais de um mês que PF colheu depoimentos que confirmam vazamento maior no Enem 2011

Insatisfeito com o MEC, procurador da República pedirá anulação do Enem 2011