Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Falha no motor provocou queda de avião em Recife

Responsáveis pelo acidente que provocou a morte de 16 pessoas, entre tripulantes e clientes da empresa Noar, ainda não foram identificados

O acidente com a aeronave LET-410 da empresa Noar, que em 13 de julho provocou a morte de dezesseis pessoas ─ dois tripulantes e catorze passageiros ─ na praia de Boa Viagem, em Recife, foi resultado de uma falha no motor esquerdo. A informação, repassada a parentes e amigos das vítimas, foi divulgada nesta quarta-feira pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Além da falha mecânica, outros motivos podem ter colaborado com a queda do avião.

Segundo a Cenipa, uma das peças do motor, a “haleta”, estava em processo de fadiga e se rompeu, o que levou à falha no motor esquerdo. A peça tem dois centímetros de diâmetro e fica instalada no interior do motor, num local em que há pelo menos outras 50 haletas.

As investigações para descobrir de fato quais foram as causas principais do acidente ainda estão em andamento, sem prazo para terminar. De acordo com o brigadeiro Carlos Alberto da Conceição, chefe do Cenipa, a manutenção do motor é de responsabilidade do fabricante, no caso, a empresa GE.

O brigadeiro Conceição fez questão de dizer que a investigação do Cenipa não tem a intenção de apontar culpados ou responsáveis. Segundo o brigadeiro, a preocupação principal é com a prevenção de acidentes. Um inquérito da Polícia Federal, que corre em segredo de Justiça, vai apontar quem são os responsáveis pelo acidente.

Os familiares e amigos das vítimas, que se reuniram com o brigadeiro Conceição nesta quarta, se mostraram satisfeitos com as informações. Eles formalizam hoje a criação da Associação dos Parentes e Amigos das vítimas do LET-410 da Noar.

(Com Agência Estado)

LEIA TAMBÉM:

Avião com 16 pessoas a bordo cai no PE – todos morrem

Aviões de pequeno porte: Insegurança no ar

Queda de avião: Noar e parentes de vítimas serão ouvidos