Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fachin vai esperar STF antes de enviar à Câmara denúncia de Janot

Ministro atende defesa do presidente Michel Temer (PMDB) e vai esperar até quarta-feira (20) quando o plenário da Corte deve decidir sobre delação da JBS

Por Da Redação 14 set 2017, 22h45

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu acolher o pedido feito pelo presidente da República, Michel Temer (PMDB), e decidiu, na noite desta quinta-feira, que irá aguardar a reunião do plenário da Corte, na quarta-feira (20) para enviar à Câmara a denúncia feita pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

No despacho proferido no inquérito 4327, Fachin argumenta que, ainda que “o procedimento previsto pela Constituição Federal seja o envio da denúncia contra o presidente para apreciação da Câmara dos Deputados, pende julgamento de questão de ordem sobre a possibilidade de sustar esse encaminhamento”.

  • Em uma questão de ordem suscitada em outro inquérito contra Temer, o 4483, o STF ainda discute pedido da defesa do presidente sobre a suspensão do envio da denúncia à Câmara, tendo em vista a possibilidade de rescisão do acordo de colaboração premiada celebrado com executivos da JBS. O julgamento teve início na quarta-feira (13), com apresentação do relatório e sustentações orais, e deverá ser retomado no dia 20.

    De acordo com Fachin, a questão de ordem não possui formalmente efeito suspensivo, portanto em princípio não impediria o envio da denúncia à Câmara. “Mesmo assim, em homenagem à colegialidade e à segurança jurídica, emerge razoável e recomendável aguardar o julgamento da citada questão de ordem, previsto para o dia 20 de setembro próximo”, diz.

    Veja aqui a íntegra da decisão de Fachin.

    Continua após a publicidade
    Publicidade