Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Ex-governador José Eliton (PSDB) é alvo de operação da PF em Goiás

Agentes cumprem mandado de busca e apreensão na casa de tucano, em investigação que apura desvios na companhia de saneamento do estado

Por Da Redação 28 mar 2019, 08h12

A Polícia Federal realiza, na manhã desta quinta-feira, 28, a Operação Decantação 2, que apura suspeitas de desvios na Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago). Ao todo, são cinco mandados de prisão temporária e oito de busca e apreensão.

Um dos investigados é o ex-governador do estado José Eliton (PSDB), alvo de busca e apreensão. O tucano herdou o cargo em abril do ano passado, após a renúncia de Marconi Perillo (PSDB) para disputar o Senado. Tentou a reeleição, mas acabou derrotado já no primeiro turno pelo atual governador, Ronaldo Caiado (DEM).

Segundo a PF, a apuração envolve a contratação, pela Saneago, de três empresas ligadas a um único dono, mesmo com problemas fiscais e sem condições técnicas de executar os projetos para os quais foram contratadas, “o que indica direcionamento de licitação”. José Eliton teria se beneficiado de voos particulares em aeronaves registradas em nome dessas empresas, ainda de acordo com as investigações.

Os envolvidos serão indiciados para responder pelos crimes de associação criminosa, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, fraude em licitação e lavagem de dinheiro. A Justiça determinou o sequestro de 65 imóveis, avaliados em 35 milhões de reais, e o afastamento da função pública de dois dos investigados, que são servidores da Saneago.

A ação desta quinta é a continuação da Operação Decantação, deflagrada em 2016 e que resultou em mais de trinta denúncias contra servidores públicos e nomes ligados ao PSDB de Goiás. No ano passado, o principal nome da legenda no estado, Marconi Perillo, viu sua candidatura ao Senado ser enfraquecida após a realização de uma operação batizada de Cash Delivery investigar se o ex-governador recebeu propinas da Odebrecht em suas campanhas nas eleições de 2010 e 2014. Perillo, que liderava as pesquisas, terminou em quinto lugar.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês