Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-diretor da PF deixa cargo em comitê das Olimpíadas

Luiz Fernando Corrêa é investigado por superfaturamento em compra

O delegado Luiz Fernando Corrêa, ex-diretor da Polícia Federal, deixou nesta sexta-feira o cargo de coordenador de segurança dos Jogos Olímpicos de 2016. Ele perde o posto depois que o Ministério Público Federal abriu um inquérito apontando irregularidades na gestão do delegado à frente da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

A nota divulgada pelo comitê organizador dos jogos afirma que a decisão foi tomada pelo próprio delegado, que queria evitar “desconforto”: “Corrêa pretende buscar na Justiça a reparação de danos (de imagem, morais e materiais) pelos responsáveis diretos e indiretos. Tal decisão, considerando os prováveis responsáveis, pode causar desconforto na rotina de suas atribuições na Diretoria de Segurança, em razão do que deixará o Rio 2016”, diz o texto.

A ação do Ministério Público Federal aponta um superfaturamento de 18 milhões de reais na compra de equipamentos de inteligência que seriam usados durante o Pan-Americano de 2007: por ordem do então secretário Nacional de Segurança Pública, o governo pagou 40 milhões de reais em itens que valiam 22 milhões de reais. O delegado foi indiciado por improbidade administrativa.

Depois de deixar a Secretaria Nacional de Segurança Pública em 2007, o gaúcho Luiz Fernando Corrêa assumiu a direção da Polícia Federal, cargo que ocupou durante três anos.