Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-aluno de Vélez Rodríguez assume a Secretaria de Educação Básica do MEC

Alexandro Ferreira de Souza substitui Tânia Almeida, que pediu demissão por discordar de suspensão de avaliação pela pasta; militar será presidente do Inep

Ex-aluno do ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, Alexandro Ferreira de Souza assumiu nesta terça-feira, 26, a Secretaria de Educação Básica. Secretário de Educação Profissional e Tecnológica na pasta, ele vai acumular as duas funções.

Tânia Almeida, que ocupava o posto, deixou o ministério após a publicação de uma portaria que decidia não avaliar as crianças em fase de alfabetização. Ela não tinha sido informada sobre a mudança na prova e afirmou que a “interrupção intempestiva de uma série histórica poderia vir a ter consequências indesejáveis”. Na manhã desta terça, o Ministério da Educação (MEC) voltou atrás e decidiu manter a avaliação.

Souza possui formação em Filosofia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e, já na graduação, teve a orientação de Vélez para o trabalho “A Tragédia Ática: Entre o Mito e a Filosofia”. Ele tem mestrado e doutorado em Ciência da Religião pela mesma instituição.

Antes de ir para o MEC, Souza atuava como professor da Secretaria de Educação do Espírito Santo.

Inep

O general Francisco Mamede de Brito Filho, da reserva ativa do Exército e que já atuou como chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Nordeste, deve ser o novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Ele atualmente é o chefe de gabinete no órgão. O general entraria no lugar do engenheiro Marcus Vinicius Rodrigues, que foi demitido na segunda-feira 25 pelo ministro Ricardo Vélez Rodríguez.

O ex-presidente do Inep foi o responsável por assinar a portaria que indicava que o MEC não mais avaliaria a alfabetização das crianças.

O Inep é considerado a autarquia mais importante do MEC porque é responsável pelas avaliações, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e por todos os dados da educação brasileira.

Brito Filho é muito próximo de Rodrigues. Ele serviu no Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, em Brasília, entre os anos 2008 e 2009, durante o governo Lula. Também foi designado para liderar o Batalhão Brasileiro no Haiti, em 2012, e comandou a Força de Pacificação no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro, em 2014.

Ele é graduado em Infantaria pela Academia Militar das Agulhas Negras e doutorado em Estudos Superiores de Defesa no Colégio de Guerra do Exército da França. Tem experiência na área de defesa e atuou em planejamento estratégico, assuntos civis e cooperação civil.

(Com Estadão Conteúdo)