Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Emenda 29 só será votada depois do recesso

Proposta que fixa percentuais a serem gastos com saúde tinha entrado em pauta como forma de pressionar governo a liberar emendas parlamentares

Por Gabriel Castro 5 jul 2011, 15h50

A votação da Emenda 29, que fixa os percentuais do orçamento que devem ser destinados à saúde, só vai ocorrer na Câmara dos Deputados após o recesso de julho. A confirmação veio o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS) nesta terça-feira.

O item havia entrado na pauta da Câmara graças a um acordo de líderes. O governo federal não concordava com a votação imediata da proposta porque temia que o texto acabasse criando gastos adicionais para a União. Mas a base aliada pretendia usar a votação do projeto como forma de pressionar o governo a liberar as emendas parlamentares.

Recesso – Como o Planalto prorrogou a validade de emendas que estavam pendentes, a votação da Emenda 29 perdeu importância. Mas o texto continua em pauta – embora não haja concordância entre governo e oposição quanto ao mérito da proposta. Os maiores prejudicados pelo formato atual do texto são os estados, que precisariam aumentar significativamente os investimentos em saúde.

A Câmara dos Deputados entre em recesso no fim da próxima semana. Os parlamentares devem ficar duas semanas parados.

Leia também:

Estados declaram pensões e leite como gastos em saúde

Maia: “Ainda é preciso garantir liberação de emendas”

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)