Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Em Roraima, crise imigratória põe reeleição de Suely Campos em xeque

Governadora tem maior taxa de rejeição entre candidatos; Anchieta Junior (PSDB) e Antônio Denarium (PSL) aparecem na frente em pesquisa

Por Estêvão Bertoni Atualizado em 22 ago 2018, 19h49 - Publicado em 22 ago 2018, 16h33

Com seu governo desaprovado por 77% dos eleitores de Roraima, segundo pesquisa Ibope, e em meio a uma crise imigratória na fronteira com a Venezuela, a governadora Suely Campos (PP) vê suas chances de reeleição ficarem distantes. Ela possui taxa de rejeição de 62%, a maior entre os concorrentes na corrida para o governo do estado, segundo o levantamento.

Na pesquisa Ibope divulgada em 17 de agosto, a governadora aparece apenas em terceiro lugar, com 14% das intenções de voto. O ex-governador José de Anchieta Junior (PSDB) lidera as pesquisas, com 36%. Em seguida, aparece Antônio Denarium (PSL), com 20%.

Os demais candidatos Telmário Mota (PDT) e Fábio de Almeida (PSOL) possuem 7% e 3%, respectivamente. Brancos e nulos somam 11%, enquanto 9% declararam não saber em quem votar.

A crise na fronteira com a Venezuela afeta o estado desde 2015. Suely Campos — que é mulher do ex-governador Neudo Campos, político com condenação por peculato, da qual recorre em prisão domiciliar — já pediu o fechamento das fronteiras (negado pelo STF) e editou um decreto restringindo serviços públicos aos venezuelanos. A decisão foi depois suspensa pelo Supremo Tribunal Federal. Ela já acusou publicamente o governo federal de omissão com o estado.

Quem mais tem se beneficiado do enfraquecimento da governadora é o tucano Anchieta Junior, que pode reconduzir seu partido ao poder no estado. Ele comandou Roraima pela primeira vez em 2007. Vice de Ottomar Pinto (PSDB), assumiu o cargo após a morte do titular em decorrência de problemas cardíacos.

Reeleito em 2010, ao bater Neudo Campos no segundo turno, acabou cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral por abuso de poder. Anchieta Junior se manteve no cargo por liminar, e o processo foi suspenso. Sua mulher, a deputada federal Shéridan Oliveira (PSDB), foi denunciada no fim do ano passado acusada sob suspeita de comprar votos para eleger Anchieta. Ela nega.

Já o segundo colocado na pesquisa, Antônio Denarium, é novato em eleições. Dirigiu um banco no estado, mas hoje atua como pecuarista e sojicultor. Pertence ao partido do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), com quem já saiu em carreatas por Roraima.

Pesquisa Ibope, de 17 de agosto

Anchieta (PSDB) – 36%
Antônio Denarium (PSL) – 20%
Suely Campos (PP) – 14%
Telmário Mota (PDT) – 7%
Fábio (PSOL) – 3%
Branco/nulo – 11%
Não sabe – 9%

Continua após a publicidade

Taxa de rejeição dos candidatos:
Suely Campos (PP): 62%
Telmário Mota (PDT): 42%
Anchieta (PSDB): 25%
Antônio Denarium (PSL): 13%
Fábio (PSOL): 13%
Poderia votar em todos: 1%
Não sabe: 6%

Avaliação do governo de Suely Campos:
Aprovam: 18%
Desaprovam: 77%
Não sabem avaliar: 6%
Registro: RR-03241/2018. O Ibope entrevistou 812 pessoas, entre 11 e 17 de agosto. O nível de confiança é de 95%, e a margem de erro, de 3 pontos porcentuais.

Conheça os candidatos ao governo de Roraima:

José de Anchieta Junior (PSDB), engenheiro
Vice: Abel Galinha (DEM)
Coligação: PSDB, DEM, MDB, PSD, PPS, Solidariedade, DC

Antônio Denarium (PSL), empresário
Vice: Frutuoso Lins (PTC)
Coligação: PSL, PRB, PTC, PRP, Pros, PSC, PPL, Patriota

Fábio Gonçalves de Almeida (PSOL), servidor público federal
Vice: Érica Marques (PSOL)
Coligação: PCB, PSOL, PSTU

Suely Campos (PP), governadora de Roraima
Vice: Oleno Matos (PCdoB)
Coligação: PP, PDT, Podemos, PRTB, PR, PHS, PCdoB

Telmário Mota (PTB), senador
Vice: Evandro Moreira (PTB)
Coligação: PTB, PV, Rede, PT

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)