Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em regime domiciliar, mensaleiro ajudou Lula a evitar debandada de aliados

Cumprindo pena em regime de prisão domiciliar em um hotel em Brasília, o mensaleiro Valdemar Costa Neto, condenado por corrupção e lavagem de dinheiro, foi um dos nomes de confiança do ex-presidente Lula para evitar uma debandada ainda maior entre os aliados da presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment. Presidente de honra do PR, Costa Neto é apontado como um dos principais articuladores para barrar a intenção da bancada na Câmara de embarcar de vez no apoio à deposição da petista. Como resultado, a expectativa é que o PR entregue entre dez e doze votos pró-Dilma. “O Valdemar ajudou na campanha eleitoral e agora cobra a fatura. Ele passa o dia disparando telefonemas, cobrando votos”, resume um aliado. Conhecido pela sua fidelidade, o mensaleiro, apesar de manter apoio ao governo Dilma, também não fecha as portas a um eventual governo de Michel Temer. Ele avalia que sua influência perante a bancada de seu partido e de outras legendas aliadas é fundamental para ajudar o peemedebista em um futuro governo. (Marcela Mattos, de Brasília)