Clique e assine a partir de 8,90/mês

Em meio a especulações sobre sua demissão, Weintraub sai de férias

Há semanas circulam comentários no Congresso de que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está insatisfeito com o desempenho do ministro da Educação

Por Da Redação - Atualizado em 14 dez 2019, 18h47 - Publicado em 14 dez 2019, 18h45

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou o início de seu período de férias em sua página no Twitter na manhã deste sábado, 14. De boné e sem barba, ele postou uma foto ao lado da mulher dentro do avião.

“Agora sim! Prontos para decolar. As crianças estão nas poltronas ao lado. A Capitu ficou com o Arthurzinho. Abraço a todos e fiquem com Deus”, escreveu. 

Há semanas circulam comentários nos bastidores do Congresso de que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está insatisfeito com o desempenho do ministro da Educação. “Entre os motivos, estão manifestações polêmicas nas redes sociais e demora em colocar em pé uma das principais promessas de campanha de Bolsonaro, a instalação de uma escola cívico-militar nos principais municípios brasileiros. Aliados de Bolsonaro têm recorrido às redes para aumentar o coro de que o ministro da Educação não está na corda bamba.

Neste sábado, Bolsonaro afirmou que não pretende fazer mudanças no comando dos ministérios neste ano e elogiou Weintraub. Considerou seu trabalho “excelente” e acusou os governos anteriores de conduzirem a educação “por um mau caminho”. “Olha a prova do Pisa. Foi feito em abril do ano passado, uma das piores notas do mundo todo”, disse.

Bolsonaro referiu-se ao Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). Divulgado no início de dezembro pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Pisa aponta que, em 2018, o Brasil teve uma leve melhora nas pontuações de leitura, matemática e ciências.

Continua após a publicidade
Publicidade