Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Em disputa acirrada com o PCdoB, família Sarney busca renascimento

Flávio Dino e Roseana travam guerra na Justiça antes mesmo de início oficial das campanhas

Por Estêvão Bertoni 16 ago 2018, 11h05

Numa disputa que começou acirrada antes mesmo do início oficial das campanhas para governador, Roseana Sarney tenta recolocar sua família no comando do Maranhão quatro anos depois de seu grupo político sofrer uma derrota surpreendente para Flávio Dino, primeiro candidato do PCdoB a se eleger no país como chefe de um poder Executivo estadual.

Advogado e professor universitário, Dino derrotou tradicionais clãs políticos maranhenses com uma vitória expressiva em 2014, sendo eleito ainda em primeiro turno com 63,52% dos votos, quase o dobro do segundo colocado nas urnas, Edison Lobão Filho (MDB), filho do ex-governador do estado Edison Lobão (1991-1994).

Roseana, que foi governadora por quatro vezes, tenta agora recuperar a influência de sua família nas urnas: ela e o pai, o ex-presidente José Sarney, comandaram o Maranhão por 21 anos. O partido que a candidata integrou antes de migrar para o MDB, o PFL, esteve no poder de 1990 a 2007.

Após romper essa tradição, Flávio Dino tem travado uma disputa jurídica com o clã Sarney em sua tentativa de reeleição. No final de julho, ele conseguiu na Justiça que a rádio Mirante FM, comandada pela família de Roseana, o entrevistasse ao vivo. Ele alegou que a emissora havia cedido espaço desproporcional para a candidata. A lei eleitoral determina que os meios de comunicação tratem os candidatos da mesma forma.

Os aliados da emedebista revidaram. Eles entraram na Justiça para que Dino tirasse de suas contas no Facebook, Twitter e YouTube postagens com imagens e logomarcas do governo, alegando que o governador se beneficiava por usar publicidade institucional em suas redes sociais.

A rixa entre eles é grande. No final do mês passado, ao lançar a candidatura da filha, José Sarney se disse perseguido por Flávio Dino. No dia seguinte, o governador do Maranhão afirmou ao jornal Folha de S.Paulo que a família Sarney estava tentando se “vitimizar” e atacou a candidatura de Roseana dizendo que a família dela passava por uma “síndrome de abstinência do dinheiro público” usado para negócios privados e para a manutenção de “luxos”.

Continua após a publicidade

Conheça os candidatos ao governo do Maranhão:

Flávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão
Vice: Carlos Brandão (PRB)
Coligação: PCdoB, PRB, PDT, PPS, DEM, PSB, PR, PP, Pros, PT, PTB, Patriota, PTC, Solidariedade, PPL, Avante

Maura Jorge (PSL), ex-deputada estadual
Vice: José Roberta Moreira Filho (PSL)
Coligação: PSL, PRTB

Odívio Neto (PSOL), engenheiro civil e analista ambiental
Vice: Maria Helena de Sousa Viana
Coligação: PSOL, PCB

Ramon Zapata (PSTU), professor
Vice: Nicinha Durans (PSTU)

Roberto Rocha (PSDB), senador
Vice: Graça PazColigação: PSDB, Podemos, Rede, DC, PHS e PMN

Roseana Sarney (MDB), ex-governadora do Maranhão
Vice: Ribinha Cunha (PSC)
Coligação: MDB, PSC, PSD, PMB, PV e PRP

Continua após a publicidade

Publicidade